Pérola.

domingo, março 24, 2013


Um ano de férias de mim para mim.
Esse é o som mais belo.
Você se tornou estranho.
Era para ser, por isso foi e está sendo.
Tudo pode mudar nesse novo dia.
Nem todos os dias são iguais.
Ela disse que poderia mudar tudo se tivesse dinheiro.
Ela precisava de um abraço.
As feridas internas machucavam seu modo de pensar e de pouco em pouco, ela mentiu e se escondeu. Se escondeu numa concha. Esqueceu que não era pérola. Sabendo que não era seu momento, ela saiu e caiu.
Chorando, faleceu. Faleceu chorando por não ter feito nada de bom nessa vida.
Foi para outra vida sem nada saber sobre a vida anterior.
Ela, tola, se foi rápido demais. Se foi achando que era cedo.
Chorando, achou que era cedo.
Não era cedo.
Nunca é cedo.

21/03/13

You Might Also Like

2 comentários

  1. Lindo este texto, meeeesmo, você já pensou em ser escritora?
    Dá uma passadinha?
    http://be-maybe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda!
      Já pensei sim ahaha
      Ando pensando bastante nisso.

      Excluir