Vermelho melancia

Vermelho melancia em minhas unhas, nuvens poucas no céu, feliz estamos sem o véu transparente que una as separações. Desejo de ficar fora o tempo inteiro. Sem ter um lugar em que precisa estar. Só ser o que é. Esquecendo o passado para abraçar o presente. Abraçando você. Com cheiro de morango e gosto de cereja. De tão doce. Já não tem poucas nuvens no céu, elas se reproduzem rápido. Em livros, viram tormentos. A beleza está nos olhos de quem lê. Para assim saber o que é mais importante. Escrevendo sem cessar. Veremos onde dará.

Comentários

Postar um comentário